Uma Felicidade além da vida

 Bernardo Santos

 

     Vivemos perturbados pelo egoísmo, falta de comunicação e valorização do essencial e sobre tudo daquilo que dá consistência à nossa vida: o amor.

     No mundo em que vivemos estamos sujeitos a enfrentar várias etapas de vidas diferentes, e quando falamos em vida, cremos estar procurando por um futuro melhor. Nada mais, nada menos, lutamos na busca do seu alcance.

     às vezes, retemo-nos em sofrimentos, mas o que desejamos ao nosso dia a dia é quebrar certas barreiras e preconceitos, o que se torna cada vez mais difícil; mesmo assim, caminhamos na mesma estrada ao seu encontro.

     Para se colher uma formosa rosa é necessário enfrentar antes os espinhos. Alguns são grandes, pontiagudos e perfuram os dedos deixando uma incomoda dor.

       Quando o poder se transforma e fica mais forte  que o amor,    pode virar   perdição e, então tudo pode corromper-se numa jornada de difícil solução, com complicações deveras.

     O que todos querem e buscam na vida é a felicidade, que tem sentidos diversos, mas que no final é regida exclusivamente pelo amor; um sentimento inexplicável, soberano, que leva à paixão por alguém, por alguma coisa, pelo que gostamos de fazer e nos deixe de certa forma felizes.

 

(Prólogo inserido no livro do mesmo título, inédito.).

 


Uma reflexão acerca da confiança

 Bernardo Santos

 

"Quando depositamos muita confiança ou expectativas em uma pessoa, o risco de se decepcionar é grande. As pessoas não estão neste mundo para satisfazer nossas expectativas, assim como não estamos aqui para satisfazer as delas".

Mário Quintana, in Borboletas

 

     Temos que nos bastar. Nos bastar sempre e, quando procurar  mais  estar com alguém,   fazer isso cientes  de  que  estamos  juntos  porque gostamos, porque queremos e nos sentimos bem, nunca por precisar de alguém.

     As pessoas não se precisam. Elas se completam não por serem metades umas  das  outras,  mas  por  serem  pessoas  inteiras,   dispostas   a   dividir objetivos  comuns,   ajudar-se mutuamente,   comemorar  vitórias  e   acertos, reparar fracassos  e  erros  e,   acima de tudo,   unir-se na tristeza  e dor para transformar em alegria a vida.

     Por isso, nunca se abandone; pois você é e será sempre capaz.

 
 
 

© 2010/17 - Bernardo Santos - Todos os direitos reservados

Lay-out e Hospedagem: Uol Host

Imagens de Abertura das Páginas: Licença Royalt-Free

Fotos: Arquivo Pessoal e Divulgação



  Site Map