Mãe, o que significa ela para você?

Bernardo Santos

           

     Palavra  originada  do latim,  mater,  ‘mãe’.  Mulher  ou qualquer  fêmea,  que  deu  à  luz  um  ou  mais filhos. Pessoa dedicada, desvelada.  Fonte,  origem,   berço materno,  forte, santa. Nossa mãe.  Assim é  a definição  de  Aurélio Buarque de Holanda em seu dicionário.

     Para os religiosos a primeira mãe: Eva. A igreja,  a mãe dos fiéis e a Terra a mãe comum;  o país  a mãe  pátria  e  sua  fala  a língua mãe.   A mãe natureza, que para alguns analistas não tem nada de mãe.

     São muitas as definições, mas no fundo todas representam uma só palavra, formada por três letras, tão pequena e com significado tão grande: MÃE.

     Mãe que deu aos pensadores e poetas a grandeza de pensar e traduzir ideias formando opiniões e conceitos; eis alguns:

 “A mãe é a mais bela obra de Deus”. (A. Garrett)

 “A maior alegria e o maior orgulho de uma mãe é ser admirada por seus filhos”. (Marcela Tinayre)

 “O coração das mães é um abismo do qual se encontra sempre um perdão”.   (Honoré de Balzac)

“Pode secar-se, num coração de mulher, a seiva de todos os amores, nunca se extinguirá a do amor materno”. (Júlio Dantas)

      Filhos   ilustres  confessaram  seus  amores   e  agradecimentos   em  público  por honra a ela:

 “Tudo aquilo que sou, ou pretendo ser, devo a um anjo: Minha mãe!”. (Abraham Lincoln)

 “Minha mãe foi a mulher mais bela que conheci. Tudo o que sou, devo a ela. Atribuo todos os meus sucessos nesta vida ao ensino moral, intelectual e cívico que recebi dela”. (George Washington)

      O termo mãe aparece muitas vezes para comparar a algo grandioso:

 “Uma mãe é capaz de ensinar mais do que cem professores”. (Charles Lenox Remond)

 “A necessidade é a mãe da invenção”. (Platão)

 “A guerra, assim como é madrasta dos covardes, é mãe dos corajosos”. (Miguel de Cervantes)

      Culpam-na  também por algumas falhas cometidas pela humanidade:

 “A dívida é a mãe prolífica de loucuras e crimes”. (Benjamin Disraeli)

 “A mentira é a mãe da sociedade”. (Augusto Cury)

 “O achar é a mãe de todos os erros”. (Provérbio chinês)

     E agora, no mês de Maio, acharam um dia para ser dedicado a esta mulher; guerreira, batalhadora, incansável, amiga, parceira de todas as horas. Muitos filhos lhe compram presentes, mandam flores, cartões, mensagens eletrônicas escritas por autoria própria ou desconhecida:

 “Mãe, você que me deu a vida, merece muito mais que o mundo”.

 “Mãe, posso tentar fazer tudo para retribuir o que você fez por mim, mas sei que nunca vou conseguir chegar perto”.

 “Mãe, o dia das mães é só uma vez por ano, mas eu amo você todos os dias”.

     Seja pelo lado bom ou mau, de um todo, de um tudo e do existir; a mãe é sempre mãe. Um amigo dizia: “Mãe é bom, mas dura muito”. A ele só tenho algo a declarar: Pena que não dure para sempre...

            E para você?  Qual  é  o  significado  de mãe?  O que teria  a  dizer   e pensar da sua?  Que nossas mães tenham sempre bons dias, todos os dias, e assim nossos dias serão sempre mais felizes.

FELIZ DIA DAS MÃES A TODAS MÃES!

 


Mensagem

Bernardo Santos

 

     Siga placidamente em meio ao barulho e a pressa. Lembre-se de quanta paz pode existir no silêncio. Tanto quanto possível, sem se rebaixar, procure se dar bem com todas as pessoas; defendendo seus pontos de vista, discreta e objetivamente. Ouça os outros, mesmo o enfadonho e o ignorante, pois eles também têm algo a dizer.

     Afaste-se das pessoas exasperadas. Elas são perniciosas ao espírito. Em comparação com os outros, talvez se sinta vão e pequenino, pois sempre haverá pessoas mais poderosas e mais insignificantes que você. Orgulhe-se de suas conquistas, assim como dos seus planos. Mantenha-se interessado em sua própria carreira; ainda que obscura, ela constitui algo no constante mudar de suas experiências. Exercite a precaução em seus negócios porque o mundo é cheio de armadilhas, mas não deixe que elas o cerquem a ponto de não perceber a existência da virtude, pois muitos ainda lutam por elevados ideais e em toda parte a vida esta plena de heroísmo.

     Seja você mesmo.

     Nunca negue afeição, tampouco seja malicioso com as coisas do amor; em meio a toda avidez e desilusão, ela é eterna como a relva. Siga o sábio conselho do amor e perceba a graça que existe em tudo o que é jovem. Nutra seu espírito com a força necessária para que ele o ampare na desgraça, mas não se fadigue com sonhos demasiados. Muitos receios têm origem na fadiga e na solidão.

     Através de uma disciplina equilibrada, seja paciente consigo mesmo. Você pertence ao universo, tanto como as árvores e as estrelas. Assim como elas; tem o direito de estar aqui. E, quer perceba ou não, não há dúvidas de que ele é tão infindável quanto deveria ser. Entretanto, esteja sempre em paz com Deus, seja qual for a ideia que dele faça e, sejam quais forem suas aspirações e seus ideais na barulhenta confusão da vida, mantenha sua paz interior.

     Com toda a rudeza, toda árdua luta da humanidade, todos os seus sonhos desfeitos; este mundo ainda é belo. Portanto, vale a pena continuar lutando para alcançar a felicidade.    

      


Música e teatro

 Bernardo Santos

                  

      A música e o teatro, são aparentemente, de certa forma, duas coisas iguais, que lutam por um lugar no espaço.

     O teatro leva emoções ao público, desde tempos remotos, quando grandes dramas de problemas então vigentes eram levados ao povo, através das emoções expressas pelas pessoas, que a vida bem dotou da arte de representar.

     Os autores eram recriminados pela sociedade, que via nesta profissão a desvirtuação da moral tão autoritária e propagada na época. Mas, apesar de todos os inconvenientes criados, eram esses mesmos ditadores de normas e o resto do povo, que iam continuamente prestigiar os grandes feitos, a arte de se fazer teatro.

     Assim como os autores, também havia muita marginalização em relação aos cantores, mas a boêmia continuava a se propagar.

     Os tempos mudaram, mas a situação da arte de representar e cantar não evoluiu muito. As barreiras agora não são mais em relação à moral, e sim, ao próprio desinteresse com que se vê a situação.

     A música popular tende a decair cada vez mais na luta pelo direito de prevalecer suas raízes. Em sua própria terra, ela se abre como um coro fracassado às portas do sucesso para os astros de terras longínquas. Os cantores que conseguem ainda alguns privilégios, são aqueles que alienam passos extravagantes de dança com sua voz.

     Antes, quando um ator ouvia uma música popular, ele se imaginava num grande palco iluminado, representando o drama de nossa terra; agora, o máximo que se consegue é materializar um abismo cheio de asneira.

     A profissão de dramaturgo, hoje já conhecida, é portadora de um trabalho que exige muito esforço, pois uma lágrima verdadeira não se fabrica, e um sorriso contagiante não se consegue com nenhum produto químico.

     A música e o teatro podem ocupar o mesmo trono dentro do sistema da arte, pois ambas estão de mãos dadas; isto é, lutam com o mesmo interesse e sentido à procura de tornar-se livre para suas criações e realizações. Música e teatro, há uma ligação em tudo.

 

(Texto publicado na Folha de S. Paulo - Set/80-SP)

 

 
 

© 2010/19 - Bernardo Santos - Todos os direitos reservados

Lay-out e Hospedagem: Uol Host

Imagens de Abertura das Páginas: Licença Royalt-Free

Fotos: Arquivo Pessoal e Divulgação



  Site Map