Zumbido de um pensar

Bernardo Santos

 

Apenas um zumbido

não deixa o silencio

dominar o espaço.

Pensamentos tentam uma busca

incerta, sem razão

sem um porquê.

Voa sobre os domínios

o tormento acorrentado

em ódio, desilusão.

Procura-se no além,

além da imaginação

uma imagem

uma visão

escura e sem brilho.

Enoja olhar ao redor;

não há pessoas

não há humanidade

idade

humana

homem

que do ontem ao hoje

se desfaz.

Resistir é impossível

prevalecer

já não há esperança.

Vida e morte

morte e vida.

Mate-se a vida

e vive-se a morte.

 
 
 

© 2010/17 - Bernardo Santos - Todos os direitos reservados

Lay-out e Hospedagem: Uol Host

Imagens de Abertura das Páginas: Licença Royalt-Free

Fotos: Arquivo Pessoal e Divulgação



  Site Map